Macabu News
Cotação
RSS

Galeria de Artes abre espaço e expõe quadros do artista plástico Levy Ribeiro

Publicado em 21/12/2016 Editoria: Cultura Imprimir


Levy revelou também como descobriu que tinha talento para a pintura.

Levy revelou também como descobriu que tinha talento para a pintura.

Nos últimos dias deste ano, a Galeria de Artes Hindemburgo Olive, localizada na entrada do Teatro Municipal de Macaé (TMM), abriu espaço para uma exposição de quadros do artista plástico Levy Ribeiro. São cerca de 40 quadros de diversos tamanhos pintados em vários estilos com tinta acrílica e óleo, revelando, em sua grande maioria, as paisagens que retratam sua trajetória de vida.

A exposição de arte reflete a sensibilidade do artista, que possui uma história de superação. Sua arte exibe através da paisagem tudo o que viu enquanto correu o mundo. Levy, que descobriu-se criando e produzindo quadros após um acidente que marcou sua vida, revela nesta exposição, em traços livres, uma mostra de cidades, portos e outros lugares dos 60 países por onde andou.

Segundo o administrador do TMM, Jorge de Paula, com essa exposição, a Fundação Macaé de Cultura (FMC), responsável pela Galeria, abre espaço para que os visitantes apreciem a obra artística de um brasileiro que viveu na Alemanha Ocidental e descobriu o seu talento num momento de perda, mas que com dedicação e empenho começou uma nova trajetória de vida. "Na mostra, o artista revela a sua sensibilidade e visão de mundo", disse.

História de superação - O artista plástico Levy Antonio Mello Ribeiro (71 anos), que nasceu no Rio de Janeiro/RJ, começou sua carreira artística após um acidente em sua oficina de trabalho. Antes, porém, saiu do Brasil em 1969, viveu na Alemanha Oriental e trabalhou na marinha mercante como mecânico. Também foi paraquedista militar. Durante muitos anos, viajou em navios cargueiros, conhecendo a Europa e outros países. Ele conta como foi sua história de vida e superação.

- Voltei ao país 13 anos depois e casei com uma gaúcha de Santana do Livramento. Resolvi refazer minha vida e criar meu filho em uma cidade fora do município do Rio de Janeiro e vim para Macaé, pois era uma cidade com bom futuro, boas escolas e muitas oportunidades. Montei uma oficina de manutenção de extintores de incêndio, que deu certo e trabalhei neste ramo até o ano de 2010, foi quando me acidentei - contou o artista.

Levy revelou também como descobriu que tinha talento para a pintura.
- Após o acidente fiquei dois anos em recuperação, pois tive que amputar a perna na altura da canela e me adaptar à nova chance de vida que Deus me deu. Uma enfermeira me viu rabiscando alguma coisa em um pedaço de papel e me trouxe lápis de cor. Foi então, que comecei pouco a pouco a gostar e treinar os traços no papel, pois nunca tive oportunidade de pensar em pintar. Agora, com a pintura, estou conseguindo aos poucos desenhar o que vi nas minhas viagens aos mais de 60 países e dezenas de portos por esse mundo - resumiu.

A Exposição de Arte ficará na Galeria Hindemburgo Olive, localizada na entrada do Teatro Municipal de Macaé (TMM), na Avenida Rui Barbosa, 780, Centro, de 9 às 20 horas, até o próximo dia 31, podendo ser prorrogada.

› FONTE: Ascom