Macabu News
Cotação
RSS

Radialista Mário Luiz lança livro sobre o macaense que ganhou a primeira medalha olímpica do país

Publicado em 11/05/2017 Editoria: Cultura Imprimir


O livro, que conta a história do macaense Afrânio Antônio da Costa, primeiro medalhista olímpico do Brasil

O livro, que conta a história do macaense Afrânio Antônio da Costa, primeiro medalhista olímpico do Brasil

Um livro para todo macaense se orgulhar. Uma história surpreendente, com um resgate histórico profundo, cheio de detalhes e uma viagem com muitas emoções. É neste clima que o radialista Mário Luiz vai lançar a sua obra “Afrânio – A primeira medalha do Brasil, no peito, na raça e na... bala”. O livro, que conta a história do macaense Afrânio Antônio da Costa, primeiro medalhista olímpico do Brasil, terá dois lançamentos: o primeiro, no dia 17 de maio, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), às 19h, e o segundo, no dia 19 de maio, na Casa da Cultura Adelino de Campos Tavares, em Conceição de Macabu, no mesmo horário.

O autor contou que o livro relata a saga de um macaense que desacreditado foi participar da primeira Olimpíada da história do Brasil, em 1920, na Antuérpia, na Bélgica. “O Brasil nunca havia levado ninguém para uma Olimpíada e não foi fácil. Afrânio saiu ridicularizado e voltou como herói, com a primeira medalha de prata do país na competição mundial”, revelou.

Além da vida esportiva de Afrânio, o livro também faz uma biografia do personagem, que teve uma vida pública ativa. “Afrânio foi um advogado excelente, ministro presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ajudou a organizar as primeiras eleições livres no país após Getúlio Vargas e foi provedor da Santa Casa do Rio de Janeiro”, destacou Mário.

O historiador e professor Ricardo Meirelles frisou a importância do livro para o município. “Macaé sofreu mudanças muito rápidas, tem uma população muito nova, que não conhece nomes importantes da cidade, como o Afrânio. Este é um livro que deve ser enviado para as bibliotecas das escolas, para os jovens conhecerem um pouco mais dessa personalidade de Macaé, através de uma leitura saborosa, que une história e literatura em uma linguagem de fácil leitura e ao mesmo tempo com grande riqueza de detalhes”, elogiou.

Mário Luiz revelou: “Esta obra surgiu após iniciarmos um projeto de um filme sobre a história do Afrânio, mas a falta de recursos e apoios transformaram a película em livro. Para mim é uma satisfação ímpar lançar um livro como este, é uma sensação única.  Quem sabe futuramente a gente não consegue fazer o filme?”

Para a realização e produção do livro, Mário Luiz contou com o apoio dos historiadores e professores Ricardo Meirelles e Marcelo Abreu, da pesquisadora e historiadora Jane Marinho e da fotógrafa Cláudia Barreto. A editora Iris Mídia, é a responsável pela confecção, distribuição e registro dos exemplares na Biblioteca Nacional.

O diretor presidente da editora e amigo de muitos anos do autor, Cliton da Silva Santos, recebeu com muita alegria o livro para a edição e lembrou o ditado popular para Mário Luiz: “um homem só se realiza plenamente quando planta uma árvore, tem um filho e escreve um livro e agora você vai completar o ciclo”, disse.

A Associação Comercial de Macaé fica na Av. Rui Barbosa, 270, Centro. Já a Casa da Cultura Adelino de Campos Tavares, em Conceição de Macabu, localiza-se na rua Antônio Lopes de Oliveira, 40.

› FONTE: Ascom